• Equipe
    Especializada

    Contamos com uma equipe de veterinários a disposição do clínico para dúvidas e trocas de experiências. Oferecemos palestras para educação continuada de nossos clientes

    equipe especializada
  • Exames de Cultura e Antibiograma
    liberados em 48h

    Dependendo do crescimento bacteriano

    antibiograma animal
  • Endocrinologia

    Exames hormonais realizados

    DIARIAMENTE
    .

    endocrionologia animal
  • Imunologia

    • Cinomose       • PIF
    • Leptospirose • Ehrlichiose (TITULAÇÃO)
      entre outros

    LIBERADOS NO MESMO DIA

    imunologia
  • Rapidez na
    entrega de exames

    Resultados rápidos e precisos por e-mail
    ou no site.

    sentrega de exames
Exames laboratoriais veterinarios
Manual de exames
Inibina B
Material:  2,0 mL de soro congelado. 
Comentários: 

Caninos: Utilizado para diferenciação de tumores adrenocorticais de feocromocitomas em cães castrados.
A inibina é uma glicoproteína sintetizada predominantemente pelas células da granulosa ovariana e pelas células Sertoli. As funções fisiológicas primárias da inibina são a supressão da liberação do hormônio folículo-estimulante da glândula pituitária e a regulação das funções celulares das gônadas. As glândulas adrenais são conhecidas como fonte extragonadal no homem, mas pouco é conhecido sobre a função da inibina adrenal. Uma associação da inibina e doença da adrenocortical tem sido relatada pela análise de soro e tecido adrenal no homem. A expressão da inibina no tecido é também usada para diferenciar tumores adrenocorticais de feocromocitoma. A concentração basal de inibina é significantemente mais elevada em cães com tumores adrenocorticais do que em ambos, cães com HAC ACTH dependente e com PHEO e significantemente mais elevada em cães com HAC ACTH dependente do em cães com PHEO.

Equinos: Os tumores de células Granulosa (GCTs) são as formas mais comuns de neoplasia ovariana em éguas, representando mais de 85% de todos os tumores do trato reprodutivo.  Níveis elevados de inibina B está implicada nos tumores de células de granulosa do ovário. Medição de
de inibina B, Hormônio Anti-mulleriano e testosterona no soro são úteis para suportar uma
diagnóstico de GCTs em éguas.

Método: ELISA
Prazo: 30 dias.
Código: 966