• Equipe
    Especializada

    Contamos com uma equipe de veterinários a disposição do clínico para dúvidas e trocas de experiências. Oferecemos palestras para educação continuada de nossos clientes

    equipe especializada
  • Exames de Cultura e Antibiograma
    liberados em 48h

    Dependendo do crescimento bacteriano

    antibiograma animal
  • Endocrinologia

    Exames hormonais realizados

    DIARIAMENTE
    .

    endocrionologia animal
  • Imunologia

    • Cinomose       • PIF
    • Leptospirose • Ehrlichiose (TITULAÇÃO)
      entre outros

    LIBERADOS NO MESMO DIA

    imunologia
  • Rapidez na
    entrega de exames

    Resultados rápidos e precisos por e-mail
    ou no site.

    sentrega de exames
Exames laboratoriais veterinarios
Manual de exames

Magnésio eritrocitário (Magnesio Intraeritrocitario, Magnesio Intracelular)

Material: 1,0ml de sangue total em heparina. Estabilidade: R - 7 dias.

Comentários: Colher pela manha, antes da tomada de vitaminas ou suplementos minerais. Enviar a temperatura ambiente. A amostra não deve estar em contato com o gelo. Elemento extremamente fácil de contaminação exógena. Evitar coletar amostra com luvas com talco. A amostra não deve ser manipulada para evitar hemólise.

 

Informar o uso de medicamentos e polivitaminicos.

 

O magnésio é, após o potássio, o segundo cátion mais abundante no fluido intracelular dos organismos vivos. É envolvido na maioria dos processos metabólicos, participando no evento da síntese proteica via DNA. Está envolvido na regulação da função mitocondrial, processos inflamatórios e defesa imune, alergia, crescimento e estresse, controle da atividade neuronal, excitabilidade cardíaca, transmissão neuromuscular, tônus vasomotor e pressão arterial.

A concentração sérica de magnésio é resultado de um balanço na ingestão/absorção do íon, biodistribuição dentro do organismo e excreção (tanto urinária quanto intestinal). O influxo de magnésio para dentro da célula e o seu efluxo são ligados a sistemas de transporte dependentes de carboidratos. A estimulação de receptores beta-adrenérgicos favorece o efluxo de magnésio, enquanto a insulina, o calcitriol e a vitamina B6 favorecem a sua entrada nas células.

Aproximadamente 53% do total de reservas de magnésio encontram-se no compartimento ósseo, 27% no músculo, 19% nos tecidos moles, 0,5% nos eritrócitos e 0,3% no soro. O magnésio muscular, aquele dos tecidos moles e eritrócitos, é considerado intracelular, estando ligado principalmente a quelantes como ATP, ADP, proteínas, RNA, DNA e citrato. Embora somente 5 a 10% do magnésio intracelular esteja sob a forma ionizada, esta fração é essencial para a regulação da homeostase intracelular.

A elevação dos níveis séricos de magnésio é geralmente encontrada em pacientes com insuficiência renal aguda ou crônica, durante a administração de doses farmacológicas de magnésio.

A deficiência de magnésio é definida como uma redução no conteúdo corpóreo total de magnésio. As causas em geral são as doenças do trato gastrintestinal, como síndromes disabsortivas e pós-ressecções de intestino delgado. A hipomagnesemia também pode ser induzida por alimentação enteral prolongada sem suplementação de magnésio e pelo uso excessivo de laxativos. A hipomagnesemia é encontrada em pancreatite aguda e pacientes com controle inadequado do diabetes.

O diagnóstico de graus moderados e leves de deficiência de magnésio não é fácil, uma vez que as manifestações clínicas podem estar ausentes e os níveis séricos de magnésio não refletem o conteúdo corpóreo total do íon. Para estes casos o indicado é a dosagem de  Magnésio Eritrocitário

Referência: 2,74±0,10 mmol/l (Bulletin UASVM, Veterinary Medicine 66(2)/2009 ISSN 1843-5270; Electronic ISSN 1843-5378 Magnesium in Canine Epilepsy NEAGU Daniela Mihaela, Elena ZINVELIU, C. POPOVICI, G.GIURGIU, M. MIRCEAN, I. SCURTU)

Prazo: 7 dias.

Código: 959