• Equipe
    Especializada

    Contamos com uma equipe de veterinários a disposição do clínico para dúvidas e trocas de experiências. Oferecemos palestras para educação continuada de nossos clientes

    equipe especializada
  • Exames de Cultura e Antibiograma
    liberados em 48h

    Dependendo do crescimento bacteriano

    antibiograma animal
  • Endocrinologia

    Exames hormonais realizados

    DIARIAMENTE
    .

    endocrionologia animal
  • Imunologia

    • Cinomose       • PIF
    • Leptospirose • Ehrlichiose (TITULAÇÃO)
      entre outros

    LIBERADOS NO MESMO DIA

    imunologia
  • Rapidez na
    entrega de exames

    Resultados rápidos e precisos por e-mail
    ou no site.

    sentrega de exames
Exames laboratoriais veterinarios
Manual de exames

Perfil Respiratório Felino

Material: 0,5 mL de soro ou plasma + 1 swab de secreção nasal.

Exames realizados: ELISA IgG para Herpesvírus felino e Calicivírus felino + Pesquisa de  Chlamydophila felis e Bordetella bronchiseptica

Comentários: As doenças respiratórias superiores são muito comuns na espécie felina e rotineiramente observadas na prática clínica. Geralmente são causadas pela ação do herpesvírus felino, calicivírus felino, Chlamydophila felis e Bordetella bronchiseptica. Os sinais clínicos associados são a secreção oculonasal, espirros, conjuntivite e ulceração oral.

Dentre as conseqüências destacam-se a rinosinusite, pólipos nasofaríngeos,

gengivoestomatite, seqüestro de córnea, ceratite superficial e profunda e conjuntivite.

Prazo: 2 dias.

Código: 886


MICROORGANISMO

Cinomose

Herpesvírus canino

Herpesvírus felino

Calici Virus felino

ESPÉCIE AFETADA

Caninos

Caninos

Felinos

Felinos

SINAIS CLÍNICOS

Por volta do 14 ao 28 dia de infecção  os sintomas são dispnéia, vômito, diarréia, conjuntivite

-   traqueobronquite

-  rinite

-  faringite

-  balanopostite

-  vulvovaginite

-  conjuntivite

-  ceratite

 espirros e tosse

 corrimento nasal

-  úlceras  na língua

-  edemaciação das gengivas

-  espirros e tosse

SIGNIFICADO DO ACHADO

-A detecção é significante

-Sem potencial zoonótico

-A detecção com sintomas clínicos é significante

-Sem potencial zoonótico

-A detecção com sintomas clínicos é significante

-Sem potencial zoonótico

-A detecção é significante

-Sem potencial zoonótico

DIAGNÓSTICO

- Cinomose Total

(enviar soro e swab de conjuntiva)

- ELISA

-ELISA

-ELISA

TRATAMENTO

- Terapia de suporte

-Identificar infecção secundária

O tratamento em filhotes com sinais sistêmicos da infecção é ineficaz. Nos demais casos, é sintomático.

- Terapia de suporte

-Identificar infecção secundária

- Terapia de suporte

-Identificar infecção secundária


MICROORGANISMO

Bordetella bronchiseptica

Adenovírus canino

Chlamydophila felis

Parainfluenza canina

ESPÉCIE AFETADA

Caninos e Felinos

Caninos

Felinos

Caninos

SINAIS CLÍNICOS

-    tosse curta e repetida

-    espirros

-    tosse curta e repetida

 

- secreção oculonasal

- espirros

- conjuntivite

- tosse curta e repetida

SIGNIFICADO DO ACHADO

- A detecção com sintomas clínicos é significante

-Sem potencial zoonótico

-A detecção com sintomas clínicos é significante

-Sem potencial zoonótico

-A detecção é significante

- Potencial zoonótico questionável

-A detecção com sintomas clínicos é significante

-Sem potencial zoonótico

DIAGNÓSTICO

Isolamento em meios de cultura

(swab nasal)

Imunocromatografia Ag

Imunocromatografia Ag

Imunocromatografia Ag

TRATAMENTO

- Baseado no antibiograma

- Terapia de suporte

-Identificar infecção secundária

- Antibióticos

-Descongestionantes Nasais

-Vaporizações

- Terapia de suporte

-Identificar infecção secundária