• Equipe
    Especializada

    Contamos com uma equipe de veterinários a disposição do clínico para dúvidas e trocas de experiências. Oferecemos palestras para educação continuada de nossos clientes

    equipe especializada
  • Exames de Cultura e Antibiograma
    liberados em 48h

    Dependendo do crescimento bacteriano

    antibiograma animal
  • Endocrinologia

    Exames hormonais realizados

    DIARIAMENTE
    .

    endocrionologia animal
  • Imunologia

    • Cinomose       • PIF
    • Leptospirose • Ehrlichiose (TITULAÇÃO)
      entre outros

    LIBERADOS NO MESMO DIA

    imunologia
  • Rapidez na
    entrega de exames

    Resultados rápidos e precisos por e-mail
    ou no site.

    sentrega de exames
Exames laboratoriais veterinarios
Manual de exames

Teste de supressão pela dexametasona - baixa dose (Caninos)

Indicação: Diagnóstico de hiperadrenocorticismo.

Material: Soro 3 amostras

Procedimento: Coletar amostra pela manhã. Administrar 0,01 mg/Kg de dexametasona intravenosa. Coletar amostras 4 e 8 horas após administração. Enviar as amostras refrigeradas ao VetLab em até 3 dias.

- Um erro comum cometido por muitos veterinários é no cálculo da dose de dexametasona. Quando se utiliza o FOSTATO DISSODICO DE DEXAMETASONA, deve-se lembrar de que a etiqueta afirma uma concentração de 4 mg / ml, mas apenas 3,3 mg / ml são de dexametasona ativa.

- Quando o animal for muito pequeno a dexametasona pode ser diluída em solução salina estéril (soro fisiológico) na proporção de 1,0 ml de fosfato de dexametasona para 5,0 ml de salina. Formando uma concentração de 0,5 mg de dexametasona por mL. Esta solução pode ser conservada em geladeira por até 1 mês.

- Embora as dosagens de cortisol basal e 8 horas pós-dexametasona sejam as mais importantes para o diagnóstico do hiperadrenocorticismo, uma amostra coletada em 4 horas durante o período de teste pode também ser muito útil.

Aproximadamente 30% dos cães com hiperadrenocorticismo pituitário dependente apresentam supressão do cortisol 4 horas (<1,4), e um aumento da concentração de cortisol 8 horas após a administração da dexametasona.

Esta curva é de diagnóstico de hiperadrenocorticismo pituitário dependente, e os testes adicionais para determinar a causa do hiperadrenocorticismo não são necessários.

Interpretação: A secreção de cortisol deve ser inibida pela dexametasona.

Normal:

1 coleta após supressão: menor que 1,4 MCG/DL

2 coleta após supressão: menor que 1,4 MCG/DL

Tumor de Adrenal ou PDH:

1 coleta após supressão: maior que 1,4 MCG/DL

2 coleta após supressão: maior que 1,4 MCG/DL

Apenas PDH:

1 coleta após supressão: menor que 1,0 MCG/DL

2 coleta após supressão: maior que 1,4 MCG/DL

Aproximadamente 5% dos casos dos cães com PDH tem resultados normais no teste . Falso positivo pode ocorrer com stress.

Outros laboratórios: enviar em até 7 dias refrigerado.

Método: Quimioluminescência.

Interferentes: fenitoína, barbitúricos e outros indutores de enzimas microssomais hepáticas que acelerem o metabolismo da dexametasona.

Limitações: O hiperadrenocorticismo iatrogênico não pode ser diagnosticado nesse teste.

Prazo: 1 dia

Código: Painél