• Equipe
    Especializada

    Contamos com uma equipe de veterinários a disposição do clínico para dúvidas e trocas de experiências. Oferecemos palestras para educação continuada de nossos clientes

    equipe especializada
  • Exames de Cultura e Antibiograma
    liberados em 48h

    Dependendo do crescimento bacteriano

    antibiograma animal
  • Endocrinologia

    Exames hormonais realizados

    DIARIAMENTE
    .

    endocrionologia animal
  • Imunologia

    • Cinomose       • PIF
    • Leptospirose • Ehrlichiose (TITULAÇÃO)
      entre outros

    LIBERADOS NO MESMO DIA

    imunologia
  • Rapidez na
    entrega de exames

    Resultados rápidos e precisos por e-mail
    ou no site.

    sentrega de exames
Exames laboratoriais veterinarios
Manual de exames

Clostridium difficile – Pesquisa da toxina A / B

Material: Fezes. Estabilidade: R - 2 dias e C - 6 meses

Método: ELISA

Condições de coleta: Amostras de fezes devem ser coletadas imediatamente, quando possível após o começo dos sintomas. Amostras podem ser conservadas entre 2 a 8º C por 3 dias sem interferência com a realização dos testes. Para um longo período de conservação, as amostras devem ser armazenadas a -20ºC ou menos.

Comentários: A colite pseudomembranosa é uma doença inflamatória do cólon caracterizada por placas exsudativas superpostas à uma mucosa congesta e edemaciada. Ela é causada pela infecção da mucosa do cólon pelo Clostridium difficile, uma bactéria Gram positiva, anaeróbia, produtora de esporos e toxigênica. O Cl. difficile é uma agente oportunista, presente na microbiota cólica normal; no entanto, algumas cepas são patogênicas. A transmissão ocorre por meio das fezes. Quando cepas patogênicas colonizam o colo, liberam 2 exotoxinas protéicas: a toxina A (308 KDa) e a toxina B (275 KDa). Estas toxinas possuem forte atividade citotóxica por desagregarem os filamentos de actina e romperem as junções desmossômicas ao desativarem a ligação GTP-proteína Rho, necessárias para a manutenção da integridade da actina. Ambas as toxinas ligam-se à receptores glicoprotéicos das vilosidades dos colonócitos causando necrose e descamação das células epiteliais no lume intestinal

Prazo: 4 dias

Código: 738