• Equipe
    Especializada

    Contamos com uma equipe de veterinários a disposição do clínico para dúvidas e trocas de experiências. Oferecemos palestras para educação continuada de nossos clientes

    equipe especializada
  • Exames de Cultura e Antibiograma
    liberados em 48h

    Dependendo do crescimento bacteriano

    antibiograma animal
  • Endocrinologia

    Exames hormonais realizados

    DIARIAMENTE
    .

    endocrionologia animal
  • Imunologia

    • Cinomose       • PIF
    • Leptospirose • Ehrlichiose (TITULAÇÃO)
      entre outros

    LIBERADOS NO MESMO DIA

    imunologia
  • Rapidez na
    entrega de exames

    Resultados rápidos e precisos por e-mail
    ou no site.

    sentrega de exames
Exames laboratoriais veterinarios
Manual de exames

Imunoistoquímica (LINFOMA, MASTOCITOMA, TUMORES INDIFERENCIADOS OU MAMA)

Material: Bloco de parafina

Método: Imunoistoquímica

Comentários:

Linfoma: Além da classificação morfológica os linfomas devem ser classificados de acordo com as sua localização anatômica, em multicêntrico, tímico, digestivo, cutâneo e solitário, e ainda a classificação imunofenotípica em Linfoma T, Linfoma B e Linfoma T/B, que interfere diretamente no protocolo de tratamento e prognóstico.

A maioria dos linfomas de baixo grau de malignidade tem origem nos linfócitos T, e nos linfomas de alto grau, a sua origem é nos linfócitos B.

Cães com linfoma T mostraram uma menor resposta a quimioterapia, menor tempo de remissão e sobrevida quando comparados aos linfomas B (ibid).

Mastocitoma: A tradicional graduação histológica proposta por Patnaik et al. (1984) tem sido utilizada como padrão-ouro de classificação de mastocitomas cutâneos caninos por apresentar resultados expressivos na previsão do comportamento biológico deste neoplasma. Entretanto, está alicerçada em parâmetros histomorfológicos geralmente subjetivos, o que conduz a variações inter e intraobservadores.

A avaliação de situações limítrofes entre os diferentesgraus permanece desafiadora, pois parte dos tumores de grau II comporta-se como mastocitomas de grau I, enquanto outros como de grau III. Isto significa que alguns tumores têm seus potenciais de agressividade subestimados, enquanto

outros recebem tratamentos potencialmente tóxicos de maneira desnecessária.

A imunoistoquímica se revelou um importante auxiliar no diagnóstico das neoplasias, surgindo também como um fator importante na determinação do prognóstico. Diversos anticorpos estão ao disposição do patologista e no mastocitoma canino são amplamente usados

Prazo: 20 dias.

Código: 856