• Equipe
    Especializada

    Contamos com uma equipe de veterinários a disposição do clínico para dúvidas e trocas de experiências. Oferecemos palestras para educação continuada de nossos clientes

    equipe especializada
  • Exames de Cultura e Antibiograma
    liberados em 48h

    Dependendo do crescimento bacteriano

    antibiograma animal
  • Endocrinologia

    Exames hormonais realizados

    DIARIAMENTE
    .

    endocrionologia animal
  • Imunologia

    • Cinomose       • PIF
    • Leptospirose • Ehrlichiose (TITULAÇÃO)
      entre outros

    LIBERADOS NO MESMO DIA

    imunologia
  • Rapidez na
    entrega de exames

    Resultados rápidos e precisos por e-mail
    ou no site.

    sentrega de exames
Exames laboratoriais veterinarios
Manual de exames

Fosfatase Alcalina Total e Frações – canino

(isoenzimas óssea, induzida por glicocorticóides e hepática – apenas caninos)

Material: Soro 1,0 ml

Condições de coleta: Jejum de 4 horas.

Método: Eletroforese

Prazo: 3 dias.

Comentários: O teste tem utilidade no diagnóstico diferencial das elevações da fosfatase alcalina. O cão apresenta 3 isoenzimas de Fosfatase Alcalina: óssea, induzida por glicocorticóides e hepática.

Na prática clinica, o aumento da produção da FA e de sua atividade sérica está relacionada a doenças hepáticas, hepatobiliares, doenças ósseas que cursam com aumento de atividade osteoblástica, indução por drogas e várias doenças crônicas, inclusive neoplasias.

Osteossarcoma e outras neoplasias ósseas (primárias ou secundárias), raquitismo, osteomalacia, hiperparatireoidismo proporcionam maior atividade da fração óssea devido a proliferação de osteoblastos que acompanham estes distúrbios.

É possível notar aumento marcante na atividade sérica da Fosfatase Alcalina nos casos de colestase em cães. O aumento da pressão no lúmen dos ductos biliares induz ao aumento na produção da isoenzima hepática pelos hepatócitos. Em colestase, este aumento geralmente ocorre antes que da elevação da bilirrubina. Doenças hepáticas que resultam em acentuada tumefação dos hepatócitos – lipidose hepática, inflamação do parênquima hepático – podem induzir ao aumento da fosfatase alcalina sérica.

Em cães, os glicocorticóides (exógenos ou endógenos) provocam maior produção da fosfatase alcalina pelos hepatócitos.

O hiperadrenocorticismo está associada à alta atividade plasmática de fosfatase alcalina, devido à freqüente presença de hepatopatia esteróide exógena, e também pela produção de uma isoenzima induzida por glicocorticóides pelo córtex adrenal.

Código: 649